The 1975: incidente na Malásia

The 1975: incidente na Malásia

Like
354
0
Segunda-feira, 24 Julho 2023
Destaques

Os The 1975 que foram banidos da Malásia após o vocalista Matty Healy ter beijado o seu baixista, Ross MacDonald, durante o concerto da banda no festival Good Vibes, na capital do país, Kuala Lumpur.

No evento na Malásia, Matt Healy, o vocalista da popular banda de pop rock (que esteve recentemente no Super Bock Super Rock, no Meco), beijou prolongadamente Ross MacDonald, o baixista da banda, depois de um longo e explícito discurso contra as leis anti-LGBTI+ aplicadas no país.

“Cometi um erro. Quando estávamos a marcar concertos, não aprofundei sobre o assunto. Não percebo o ponto de convidar os The 1975 para um país e dizer-nos com quem é que podemos ter sexo”, disse o britânico, numa opinião que acabou por se revelar preponderante para a decisão que afetou os próximos concertos.

Pouco tempo depois, o comité governamental que supervisiona a reprodução e produção artística por estrangeiros no país anunciou a decisão de cancelar o resto de todo o festival, e os músicos ficaram impedidos de voltar à Malásia. Através do Twitter, o ministro das Comunicações, Fahmi Fadzil garantiu que “não haverá compromissos contra quaisquer partes que desafiarem, criticarem ou violarem as leis malaias”.

Na Malásia, os atos homossexuais são punidos com uma pena de prisão que pode ir até aos 20 anos.

No entanto, a própria comunidade LGBTQ+ da Malásia critica agora o gesto do vocalista, temendo represálias por parte do seu governo. No Twitter, um membro da comunidade citado pelo site “Consequence of Sound” alega que os 1975 “são ricos e brancos sem nada a perder”.

“Na pior das hipóteses perdem ouvintes na Malásia e ganham um pouco menos de dinheiro. Não terão que lidar com quaisquer consequências do seu ato”, escreveu uma pessoa que se identifica como malaia e queer.

A organização do festival Good Vibes lamentou, ainda, que o incidente possa levar a uma “quebra de confiança entre os promotores musicais e acionistas vários da indústria do entretenimento ao vivo” por todo o país.

share