“Tudo em Todo o Lado Ao Mesmo Tempo” foi o grande vencedor da noite dos Óscares

“Tudo em Todo o Lado Ao Mesmo Tempo” foi o grande vencedor da noite dos Óscares

Like
306
0
Segunda-feira, 13 Março 2023
Notícias

Melhor curta de animação não é portuguesa: “The Boy, the Mole, the Fox, and the Horse”, de Peter Baynton e Charlie Mackesy, venceu o Óscar naquela categoria.

Apesar de não trazer o prémio para casa com “Ice Merchants”, João Gonzalez considera que “esta nomeação já foi uma vitória enorme”.

A noite passada foi de Óscares, naquela que foi a 95ª edição dos prémios da Academia das Artes e Ciências Cinematográficas dos Estados Unidos.

“Tudo em Todo o Lado Ao Mesmo Tempo”, uma produção independente de Daniel Kwan e Daniel Scheinert, venceu o Óscar de Melhor Filme e conquistou ainda os prémios de Melhor Realização, Melhor Atriz para Michelle Yeoh, Melhor Ator Secundário para Ke Huy Quan e Melhor Atriz Secundária para Jamie Lee Curtis, Melhor Argumento Original e Melhor Montagem.

O Melhor Ator foi Brendan Fraser em “A Baleia”.

“A Oeste Nada de Novo”, de Edward Berger ganhou Melhor Filme Internacional; “Pinóquio de Guillermo del Toro” foi Melhor Filme de Animação e “Navalny”, de Daniel Roher, foi Melhor Documentário.

A Melhor Canção Original foi “Naatu Naatu” de “RRR”, de M.M. Keeravaani e Chandrabose e Melhor Banda Sonora Original foi para “A Oeste Nada de Novo”, de Volker Bertelmann.

share