Berlinale com forte representação portuguesa

Berlinale com forte representação portuguesa

Like
448
0
Sexta-feira, 11 Fevereiro 2022
Notícias

O filme “Peter von Kant”, de François Ozon, abre hoje o Festival de Cinema de Berlim, numa edição que conta com uma dezena de filmes e coproduções portuguesas, incluindo “By Flávio”, de Pedro Cabeleira, na competição oficial.

Nesta 72ª edição, o festival volta a ser presencial, mas com algumas alterações por causa da covid-19, nomeadamente com a divisão da programação em dois períodos – para convidados e para público local – e com alguns eventos paralelos a acontecerem em formato virtual, como o mercado europeu de cinema.

A abertura acontece com “Peter von Kant”, do francês François Ozon, que fez uma interpretação livre de “As lágrimas amargas de Petra von Kant” (1972), de Rainer Fassbinder.

Sobre a presença de cinema português no festival, o destaque vai para “By Flávio”, novo filme de Pedro Cabeleira, que concorre ao Urso de Ouro de melhor curta-metragem. Mas há vários filmes portugueses distribuídos pelas várias secções do festival de cinema de Berlim.

O ator João Nunes Monteiro estará no programa europeu de talentos “Shooting Stars”.

Este ano o prémio de carreira do festival de Berlim vai para a atriz francesa Isabelle Huppert.

Entre os 18 filmes da competição oficial estão “Avec amour et acharnement”, de Claire Denis, “La ligne”, de Ursula Meier, “Call Jane”, de Phylis Nagy, “The novelist’s Film”, de Hong Sangsoo, e “Un año, una noche”, de Isaki Lacuesta. O realizador M. Night Shyamalan preside ao júri que atribui o Urso de Ouro.

O festival termina no dia 20, apesar dos prémios serem anunciados e entregues no dia 16.

share